terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

DA POEIRA AO ASFALTO

Uma mais curta. Under Chico Science.

DA POEIRA AO ASFALTO

A garrafa chegou até a praia
Carregando notícias do século passado
De fictícias profecias para agradar a laia
Daquele lado do destino mal traçado

Enquanto futilidades inúteis e banais
Sem a menor redundância
No vai-e-vem das ruas e na correria dos sinais
Celebram a sua rotineira cultural irrelevância

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Ou não... Tanto faz.