quarta-feira, 11 de novembro de 2009

A SOMBRA E O ESPELHO

A SOMBRA E O ESPELHO

Hoje eu sou uma sombra do que fui
Tentando viver o que sobrou dos meus dias de glória
E eu nem sei contar as mesmas histórias
As mesmas histórias de sempre
Que já não soam como antes soavam

Hoje eu sou só uma sombra do que fui
Tentando reviver o que sobrou dos meus dias de glória
Refazendo o penteado que eu gostava há alguns anos atrás
E sorrio pelo tempo que se mantém
Mas quando ele seca, não fica como antes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Ou não... Tanto faz.