quarta-feira, 21 de outubro de 2009

SUSSURROS DE UM ROMANCE

Um poema apaixonado de um poeta com o coração-sem-dona. Incrível, será que eu sou hipócrita? Eu não sei.

"Eu sou poeta e não aprendi a amar"

SUSSURROS DE UM ROMANCE

Eu espero o dia inteiro começar só pra receber o seu abraço

Que juntos se fazem um aperto de punhos e mãos trancados
Traçados na digníssima sorte de um amor ser e não ser
E eu já não sei

Minha querida, agora me explique:
O quanto o amor é vermelho
E a vida é cinza?
O quanto nada resta
E as pessoas mudam?

Pode parecer besteira...
Mas talvez eu não consiga dormir hoje de novo por pensar em você
E se um dia eu me perder e perder tudo no fogo
Eu mandarei todo o meu amor embalado em um colar

Então descubra a inexplicável doce-ilusão que germina meus pensamentos
Plantados em nuvem ao invés de algodão

E ainda assim eu amo você por conta do seu nome
Feito soldado marchando para o suicídio
Na minha missão jesuíta
Praticamente sem chances de vitória
Mas ainda de pé enquanto houver

E se fez, então:

- O amor é o que mais amo para você

Você achou e rearranjou meu coração
Justamente para fazê-lo sumir
E reaparecer encostado às suas mãos
Acima dos seus pés

Com cabeça feita e confusa
Talvez até mais que isso
A dúvida de dizer o que deve ser dito
Sem dizer nada que talvez não se queira ouvir

Havia um pôr-do-sol e luzes naquele fim de tarde
Contrário a todos os outros

E se sente os corações baterem em compasso
Enquanto ambos gritavam grudados sussurrando em uníssono:

- Torne os meus lábios os seus

É amando que se aprende:
Somos o que somos sem ganhar nada em troca além de você e eu

Não passou de sonho a bela tarde pôr-do-sol
Onde pude acordar com aquela breve sensação de talvez verdade:
Gostinho de chocolate na boca e no peito

Os sóis que um dia puderam me cegar e me fazer ver
Pregaram uma peça no escuro
Mas ainda posso te encontrar nas tardes comuns vazias de sempre

- Leve com você o meu coração de ametista num colar

Ele é só seu

Eu espero o dia todo terminar só pra sentir o seu abraço
E espero que um dia eu o possua de verdade:
Hoje mesmo eu estava vendo uma foto sua

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Ou não... Tanto faz.